Regresso ao Trabalho

O regresso ao trabalho depois da perda de um bebé é um tema sensível e um dos desafios a ultrapassar numa fase que é muito complicada. Nesta secção, deixamos alguns conselhos e dicas.

Após a perda de um bebé, é geralmente passada uma baixa médica para justificar a sua ausência do trabalho. A baixa poderá ser de até 30 dias. Mães que, por exemplo, sofreram uma perda neonatal podem ter direito a maternidade e não precisam de pensar em voltar durante algum tempo.

regresso ao trabalho

A decisão sobre quando voltar ao trabalho depende de si e de como se sentir, do seu estado de saúde físico, finanças e fatores relacionados com o próprio trabalho.

Regresso ao trabalho depois da perda de um bebé: alguns conselhos

Quando se sentir pronta para regressar ao trabalho, precisa de contactar o seu empregador para acertar alguns detalhes. Pode ser-lhe oferecido ou pode pedir um regresso faseado. Pode também explorar a opção de teletrabalho.

Quando souber qual é a data de regresso, pode ser benéfico falar com a sua chefia sobre como se está a sentir e o que a pode ajudar a adaptar-se ao seu ambiente de trabalho.

Para algumas pessoas, o trabalho poderá ser um escape para ultrapassar momentos mais difíceis e sobreviver a um processo pós-perda. No entanto, cada pessoa tem a sua forma de lidar com o luto.

Para outras, a ideia de regressar ao trabalho pode ser assustadora, pois a capacidade para se concentrar e trabalhar pode não ser a mesma. Outro grande desafio no regresso ao trabalho é “enfrentar” os nossos colegas e chefia que sabiam que estava grávida. Muitas pessoas não sabem bem o que dizer e acabam por nos magoar, ou fazer perguntas incómodas.

Conheça aqui mais conselhos.

Estar de volta ao trabalho

O regresso ao trabalho depois da perda de um bebé pode levar a situações difíceis de encarar. Por exemplo, podem haver colegas grávidas, ou que visitam durante a licença de maternidade, para apresentar os seus bebés.

A perda pode parecer menos óbvia para outros e mais isoladora para si. Aliás, o luto e a tristeza podem ser desgastantes. Por exemplo, surpreender-se sobre o quão exausta se sente e que está a ter dificuldades em se concentrar ou lembrar-se de coisas.

Pode também estar sensível ao que as pessoas dizem ou sentir falta de confiança na tomada de decisões. E mesmo alguns pais tornam-se frustrados consigo mesmos e ansiosos porque não conseguem trabalhar.

O regresso ao trabalho depois da perda de um bebé pode levar a todas estas reações que são efeitos comuns da angústia e devem passar com tempo e apoio.

regresso ao trabalho

Os seus direitos

Existem diferentes subsídios e baixas que se aplicam às situações individuais da grávida e parceiro(a).

Por exemplo, uma interrupção de gravidez terá uma concessão de 14 a 30 dias, quando uma perda em caso de nado-morto ou neonatal lhe será oferecida a baixa de maternidade completa.

Para mais informações, compilámos informação chave aqui.

Talvez queira ler também