Tipos de Perda Gestacional

flor, amor, tipos de perda gestacional

Qualquer que seja a fase da sua gravidez, uma mulher, sente-se, por norma, mãe no momento em que vê um teste de gravidez positivo. Ainda que o sentimento de perda seja partilhado por todos que por ela passam, existem vários tipos de perda gestacional:

Principais tipos de perda gestacional:

Perda Gestacional Precoce – decorre quando há interrupção inesperada da gravidez até às 22 semanas, incluindo aborto espôntaneo, aborto retido e aborto de repetição;

Perda Gestacional Tardia – Quando uma interrupção ocorre a partir das 22 semanas. Em certos casos é considerada uma interrupção de gravidez (voluntária ou espontânea) ou situação de nado-morto (quando um bebé nasce sem vida durante uma fase tardia da gravidez ou durante o parto sem que houvesse indicação de complicações).

Término de gravidez por motivos médicos – quando é diagnosticado que o bebé tenha uma doença limitadora de vida e os pais têm de tomar a terrível decisão de interromper ou não a gravidez. Poderá ser incluída nos tipos de perda precoce ou tardia.

Outros tipos de perda

Gravidez Etópica – quando um óvulo fertilizado se aloja fora do útero (geralmente numma das trompas de falópio) onde não se pode desenvolver.

Gravidez Anembriónica – quando o óvulo fertilizado não tem as condições suficientes para albergar vida e desenvolver o feto. Normalmente, o óvulo fertilizado implanta-se no útero da mulher, mas não desenvolve um embrião, gerando um saco gestacional vazio.

Perda Neonatal – acontece quando os bebés morrem pouco depois do parto (durante os primeiros 28 dias de vida)

Aborto de Repetição – é definido como a ocorrência de três ou mais abortos espontâneos, consecutivos, com o mesmo pai biológico. Estas afetam entre 1 a 5% das mulheres em idade reprodutiva e podem ser um sinal para procurar ajuda e retirar alguma dúvida sobre a Infertilidade.

tipos de perda gestacional, barriga

Talvez queira ler também: