Categorias
Ajuda prática Família e Amigos Perda gestacional Perda tardia - Depois

Como explicar às crianças a perda de um bebé

Como explicar a crianças a perda de um bebé? | Por idades

2 aos 5 anos

Jovens crianças podem perceber o conceito de morte mas não percebem que é permanente. É possível que seja preciso constante repetição sobre o que aconteceu antes de mudar o assunto ou até em diferentes alturas. Pode ser um período de ansiedade contar notícias como estas e depois receber uma resposta desinteressada. Como nestas idades o fio condutor dos seus pensamentos revolve sobre si mesmo e o seu mundo, podem necessitar de serem tranquilizados que nada que eles fizeram ou disseram causou a morte. É também importante que tenham a oportunidade de perceber como ou porque é que o bebé morreu, para não imaginarem algo mais assustador. Algumas crianças desenvolvem amigos imaginários.

5 aos 8 anos

Nestas idades as crianças começam a entender a diferença entre a vida e a morte e, aos 7 ou 8 anos, percebem a finalidade da morte. Ansiedade ligada à separação pode agravar ou regressar nesta altura. Podem não fazer muitas perguntas mas estarão muito interessados  no que está a acontecer e porquê. Por isso, dê-lhes bastantes oportunidades de fazerem perguntas. Poderá encontrá-los a encenar atividades como funerais ou cenários em que a morte ocorre. Isto é uma boa forma de avaliar o seu estado de espírito e de como estão. Tente manter uma fachada calma, mesmo que as resposta sejam inquietantes.

8 aos 12 anos

O nível de compreensão das crianças nesta idade são parecidas à dos adultos, embora a noção de crença seja mais difícil de conceber. Tal como as crianças mais novas, vão precisar de perguntas específicas respondidas com detalhes. Nesta altura, as crianças podem estar mais ansiosos sobre a sua própria mortalidade e à das pessoas à sua volta. Daí ser significativamente importante ouvir e aceitar os seus medos e colocá-los num contexto realista.

Nestas alturas, amigos destas crianças podem também fazer perguntas. Talvez seja bom practicar respostas com eles sobre o que dizer para se sentirem mais confortáveis nestas situações.

Adolescentes

Ansiedade sobre mortalidade continua a ser preocupante para eles. Esta preocupação. Aliada à necessidade de independência pode ser uma batalha. Adolescentes podem actuar mais agressivamente ou em actividades de mais risco facilmente. Isto pode ser complicado para os pais enquanto eles também lidam com a sua ansiedade e dor. Questões sobre o significado da vida é uma parte importante da vida de um adolescente e luto pode ter um efeito devastador. Por vezes pode até levar a depressão. Adolescentes podem achar mais fácil falar com amigos ou um adulto chegado em vez dos pais. Poderá ajudar pensar quem será a melhor pessoa para apoiar os seus filhos.

Formas de envolver as crianças

Existem diferentes formas de envolver os seus filhos e fazê-los sentir parte do que está a acontecer à sua volta. Pode dar-lhes a oportunidade de irem até ao hospital e conhecer o bebé e despedir-se dele. Dependendo da idade deles poderá perguntar se gostariam de ir ao funeral ou participar no serviço.

Muitos pais colecionam lembranças do seu bebé, que podem ser guardados numa caixa de memórias. Os seus filhos podem querer incluir algo seu nesta caixa; um desenho, carta, poema, um brinquedo… algumas crianças poderão gostar de ajudar na criação desta caixa ou até ter fotografias do bebé.

Nos meses que se seguirem ao funeral, pode levá-los ao cemitério ou um lugar especial onde dispersou as cinzas ou plantado alguma flor ou planta. As crianças podem querer trazer algo especial para o túmulo e deixar com o bebé.

Aniversários e celebrações

Datas importantes como aniversários da morte do bebé, ou a data prevista para o nascimento, ou até datas relacionadas com família ou celebrações como o Natal, podem ser incrivelmente tristes para os pais do bebé. Poderá ser relevante partilhar estas datas com as crianças que algumas datas podem ser mais complicadas que outras. Não se surpreenda se estas datas ou os dias antes da data se tornem custosos e pesados. Podem despoletar sentimentos de angústia de novo em si e nos seus filhos.

Férias e outras alturas quando as famílias se juntam podem ser momentos em que sinta mais saudades do seu bebé. Festas de anos de crianças podem ser especialmente avassaladoras. Algumas famílias tiram tempo para celebrar o seu bebé nestas ocasiões.

Muitas famílias assinalam os aniversários ou outras ocasiões especiais acendendo uma vela, cozinhando um bolo ou até visitando um sítio especial. Se celebrar ocasiões como o Natal, uma decoração, ou uma prenda em nome do bebé pode ajudar a confortar e reconhecer a dor sentida por toda a família.

Provavelmente vai perceber que a angústia vai e volta. Isto é também bom explicar aos seus filhos para evitar confusão no que poderá já ser uma altura de emoções fortes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.