Histórias de perda, luto(a) e de apoio

Queremos que saibam que não estão sozinhos. Esta página é dedicada a todas as pessoas, cuja gravidez não teve um final feliz. Passo-a-passo, dia após dia, é uma luta constante. Aqui contamos a nossa história, partilhamos informação útil sobre a perda gestacional, o nosso caminho, pontos em comum e o nosso amor para além da lua pelos nossos bebés que nunca esqueceremos.

Queremos ajudá-la(o)

Qualquer que seja a circunstância que a(o) trouxe a esta página – aborto espontâneo, acabou de descobrir que o seu bebé morreu mas ainda está à espera de dar à luz ou procedimento para o nascimento do bebé, teve de tomar a terrível decisão de terminar uma gravidez por motivos médicos ou até porque sabe de antemão que o bebé irá, infelizmente, falecer em cuidado intensivo – estamos aqui para ajudar, informar e apoiá-la(o) durante este trágico capítulo.

1 em cada 4 gravidezes não chegam ao fim

Informação sobre perda gestacional

  • Voltar ao trabalho depois da perda gestacional
    Voltar ao trabalho depois da perda gestacional pode ser desafiante e assustador. Neste artigo, deixamos alguns conselhos e dicas: Tente pedir para visitar o local de trabalho antes de começar para ver […]
  • Homenagear o seu bebé em datas importantes
    Datas importantes como aniversários de nascimento ou morte, ou ocasiões geralmente celebradas em família, podem ser especialmente difíceis. O mesmo se passa com os dias da mãe e do pai. Como, normalmente, […]
  • Perda gestacional: Desafios físicos e emocionais
    Ao voltar para casa, muitos são os desafios emocionais e físicos da perda gestacional a enfrentar. Sobretudo se esta foi a sua primeira gravidez. Neste caso, há muitas coisas que pode não […]
  • Despedir-se do seu bebé: algumas dicas
    Durante a vida, nenhum pai ou mãe pensa, ao ver um teste positivo, que vai ter de dar à luz. Muito menos despedir-se do seu bebé ou ter de organizar um funeral […]
  • Causas da perda gestacional
    Alguns pais vão querer saber a razão pela qual o seu bebé morreu. Outros podem estar inseguros acerca disso. Nem todas as mortes são compreendidas e pode ser necessária investigação para apurar os porquês.